Agrihub

A CASA DA FAMILIA RURAL

Endereço

Rua Eng. Edgard Prado Arze, S/N. Centro Politico Administrativo. Edifício FAMATO (Térreo). Cuiabá-MT | CEP 78.049.908

Contato

(65) 3600 0733

A importância das condições meteorológicas

Antes de iniciar a pulverização, em especial no pré-plantio e durante a dessecação, o produtor deve estar atento à previsão meteorológica. Isso porque ela é de extrema relevância para obter qualidade nessa operação. Todos os aplicadores precisam acessar informações precisas da previsão meteorológica para planejar onde e quando pulverizar.

Ou seja: quanto mais precisos forem os registros, maior se torna a probabilidade de serem significativos para as tomadas de decisão no campo. Os registros também podem ser úteis na avaliação de tendências de eficácia, ao longo de uma ou mais temporadas.

Cabe ressaltar ainda que o clima influencia o resultado de qualquer pulverização, em termos de efetividade, risco de deriva e até perda da pulverização por chuva em seguida. Tanto no rótulo dos herbicidas quanto na legislação consta a exigência de que os técnicos e aplicadores registrem os parâmetros climáticos durante o processo. 

Por isso, o conhecimento em tecnologia de aplicação de produtos fitossanitários preconiza que: as condições são dinâmicas, e o responsável técnico deve atentar aos aspectos que afetam a aplicação. Também é importante buscar adequar-se, preferencialmente em tempo real, aos efeitos das mudanças meteorológicas nas culturas. O intuito disso é obter pulverizações mais eficientes e com maior controle dos agentes nocivos aos cultivos.

Quando consultar a previsão meteorológica?

A previsão meteorológica, com registro em tempo real, auxilia na aplicação de insumos no momento adequado. Também indica quando e onde se deve realizar a semeadura. Nesse contexto, a utilização de estações embarcadas em pulverizadores é decisiva. Elas oferecem excelentes recomendações se as condições de aplicação de defensivos agrícolas estão dentro dos parâmetros estabelecidos. 

Continue a leitura para entender um pouco mais sobre estações embarcadas em pulverizadores! Confira!

Estações embarcadas em pulverizadores

As estações embarcadas em pulverizadores oferecem dados que permitem ao produtor rural decidir o melhor momento de pulverizar a lavoura, levando em consideração:

  • a temperatura e umidade relativa do ar;
  • a velocidade e a direção do vento (quando o pulverizador está se movendo). 

Ou seja, a temperatura e a umidade do ar (ou valor Delta T) indicam evaporação e risco de deriva de pulverização. Além disso, podem identificar potenciais efeitos sobre a eficácia da aplicação. Já a direção e a velocidade do vento são críticas para avaliar a adequação das condições e os possíveis riscos.

Mas há exemplos de melhoramentos, em maquinários de pulverização, que ajudam a ampliar a produtividade. Podemos citar um novo pulverizador fabricado pela empresa John Deere®, dotado de uma estação móvel de meteorologia. Existem também outros tipos que podem ser adquiridos como unidades portáteis autônomas e que funcionarão em qualquer veículo.

Eles usam o GPS (Sistema de Posicionamento Global) embutido para determinar a posição, a direção e a velocidade do pulverizador. Também possuem sensores ultrassônicos para coletar os dados e embasar previsões meteorológicas.

Além de evitar desvio de químicos devido a aplicações erradas, o sistema também ajuda a reduzir custos com essas substâncias. Os softwares embarcados de monitoramento são desenvolvidos especificamente para cada uma das operações. Inclusive, possibilitam a coleta automática de informações de produção. Através do computador de bordo na cabine do pulverizador, é possível acionar a solução de módulo climático. Dessa forma, é possível captar informações oriundas de uma estação meteorológica instalada dentro da propriedade rural

Outra questão importante: ao montar uma estação meteorológica a bordo, certifique-se de colocá-la em um local onde haja fluxo de ar livre. Ela não deve ser afetada por obstruções ou emissões de exaustão de máquinas. 

A tecnologia das estações meteorológicas precisam de condições mínimas e básicas para seu funcionamento, por isso, é de extrema importância a sua manutenção periódica. A informação meteorológica é um dos pontos-chave para o agronegócio!

Percebe-se que as estações embarcadas em pulverizadores estão se tornando cada vez mais comuns, mas ainda são caras. No geral consulta-se as estações estáticas e tomam-se as decisões com base nas previsões de sites aliadas à experiência.

Saiba mais! 

Viu como o aproveitamento máximo das boas condições de pulverização pode ajudar a melhorar a produtividade e a eficácia? A capacidade de acessar a previsão meteorológica é crítica para o planejamento das operações de pulverização. Também ajuda a prever quando as mudanças provavelmente vão ocorrer. São muitas as tecnologias presentes no campo, e já se evidenciam vários de seus benefícios. 

Você se interessou pelo artigo e quer conhecer um pouco mais sobre outras inovações do setor agropecuário? Continue acompanhando as publicações no nosso blog! Assine também a newsletter para receber novidades diretamente em seu e-mail!