Agrihub

A CASA DA FAMILIA RURAL

Endereço

Rua Eng. Edgard Prado Arze, S/N. Centro Politico Administrativo. Edifício FAMATO (Térreo). Cuiabá-MT | CEP 78.049.908

Contato

(65) 3600 0733

Saiba como implantar a IA na sua propriedade

A tecnologia redefiniu a agricultura ao longo dos anos, com avanços que influenciam o setor de várias maneiras. A crescente população mundial, que conforme as projeções da ONU, aumentará de 7,5 bilhões para 9,7 bilhões em 2050, exigirá um incremento significativo na produção de alimentos. Segundo a mesma pesquisa, a produção de alimentos terá que aumentar em 60% para saciar mais de dois bilhões de pessoas.

No entanto, os métodos tradicionais não são suficientes para lidar com essa enorme demanda. Isso desafia os produtores e empresas agrícolas a buscarem novas maneiras de potencializar a produção e reduzir o desperdício. 

Como resultado, a Inteligência Artificial (IA) está emergindo como parte da evolução tecnológica que vem acontecendo no agronegócio. As soluções baseadas em IA não só permitem que os produtores aumentem a eficiência, como também melhorem a quantidade e qualidade dos cultivos, e garantam uma entrada mais rápida no mercado.

Inteligência Artificial e o aprendizado de máquina

IA, aprendizado de máquina e sensores de IoT (Internet das Coisas) fornecem os dados em tempo real para que algoritmos possam aumentar a eficiência agrícola, melhorar o rendimento das colheitas e reduzir os custos de produção de alimentos.

Obter informações sobre como o clima, animais, insetos, uso de fertilizantes, defensivos agrícolas, ciclos de plantio, ciclos de irrigação, entre outros fatores que afetam o rendimento, é um “problema perfeito” para o aprendizado de máquina. 

O sucesso financeiro de uma atividade nunca foi tão dependente do uso de dados. É por isso que produtores, cooperativas e agtechs de desenvolvimento agrícola estão dobrando as abordagens centradas em dados e expandindo o escopo e a escala de como usam IA e aprendizado de máquina para melhorar a rentabilidade e aumentar a qualidade dos produtos agropecuários.

Já temos comprovações de como esses recursos melhoram a previsão do rendimento das colheitas por meio de dados de sensores em tempo real e de análise visual de drones. A quantidade de informações capturadas por sensores inteligentes e drones com streaming de vídeo em tempo real fornece aos especialistas agrícolas conjuntos de dados totalmente inéditos.

Agora é possível combinar dados coletados por sensores de umidade no solo, quantidade aplicada de fertilizantes de acordo com os níveis de nutrientes demandados, para analisar os padrões de crescimento ao longo do ciclo da cultura. Quanto mais dados processados, maior será o aprendizado da máquina, o que aumenta o grau de assertividade das prescrições.

Uso de IA para análise preditiva permite a tomada de decisão correta

A utilização correta dos dados contribui positivamente na tomada de decisão e  interfere diretamente no resultado da safra, podendo até determinar lucro ou prejuízo da atividade.

Para minimizar prejuízos, o produtor pode contar com ferramentas de análise preditiva, que auxiliam na definição de datas de plantio, programação dos tratos culturais e previsão de colheita, que garantem, por exemplo, o cultivo de uma segunda safra economicamente viável.

O uso dessas ferramentas otimiza os recursos utilizados e potencializa os resultados esperados para a cultura. Também auxilia no gerenciamento das operações ao longo do ciclo produtivo, além de diminuir o risco de impacto das variáveis que não são controláveis, como clima e mercado.

Na pecuária, já é possível realizar o monitoramento da saúde dos animais em tempo real, monitorando sinais vitais, níveis de atividade diária e a ingestão de alimentos. 

O levantamento de dados ao longo do dia, por meio das ferramentas de IA e do aprendizado de máquinas, é essencial para entender o comportamento dos animais e o que mantém seus níveis de conforto e bem-estar estáveis. Afinal, isso contribui significativamente com para o uso racional de insumos e mão-de-obra necessários à produção.

Essas informações abrem novas perspectivas para o aumento de produtividade e rentabilidade, ajudando os produtores a lidarem com a crescente complexidade da agricultura moderna.

Entretanto, pode surgir o questionamento: a Inteligência Artificial pode substituir o conhecimento técnico e empírico que os agricultores possuem? A resposta é negativa por enquanto, mas em um futuro próximo, a IA complementará e desafiará a forma como as decisões são tomadas e certamente melhorará as práticas agrícolas, bem como a vida dos produtores rurais.

Saiba mais! 

Você se interessou pelo artigo e quer conhecer um pouco mais sobre outras inovações? Continue acompanhando as publicações em nosso blog e assine também a newsletter para receber as novidades diretamente em seu e-mail! Até a próxima!