Agrihub

A CASA DA FAMILIA RURAL

Endereço

Rua Eng. Edgard Prado Arze, S/N. Centro Politico Administrativo. Edifício FAMATO (Térreo). Cuiabá-MT | CEP 78.049.908

Contato

(65) 3600 0733

A tecnologia de drones é uma solução que trouxe mudanças para toda a sociedade. Aliás, seus benefícios também se estendem ao monitoramento de lavouras. Com essas máquinas e suas inovações recentes, os produtores podem inspecionar a lavoura com mais facilidade. Como resultado, obtêm melhores níveis de produtividade.

Quando se trata de precisão, os drones são uma solução digital indispensável para a agricultura. Eles podem chegar perto da superfície e fazer imagens que distinguem uma erva daninha de uma cultura, por exemplo. Ou mostram nas plantas quando doenças ou pragas estão presentes. Os drones ainda podem se aproximar da superfície em um ângulo muito estreito, que permite a criação de modelos 3D. Contudo, ainda existem limitações de leitura de pragas e doenças por drone, pois, algumas se desenvolvem ou se alojam na face inferior da folha ou em terços mais baixos, onde torna-se mais difícil a identificação.

Continue a leitura para saber um pouco mais sobre a utilização de drones e a análise de imagens no monitoramento de lavouras! Confira!

Drones no monitoramento de lavouras

O uso de drones na agricultura tem crescido significativamente nos últimos anos. Essa é uma opção que oferece respostas às restrições de imagens de satélites. Caracteriza-se por ser uma ferramenta inovadora que permite ao produtor ganhar conhecimento sobre o desenvolvimento da lavoura e potencializar a produção.

Em relação aos satélites, os drones possuem a vantagem de fornecer respostas rápidas com os dados de campo. Além disso, fornecem imagens com um nível de detalhamento muito alto no monitoramento de lavouras.

Adubação de precisão

Os drones com câmeras e sensores reconhecem facilmente áreas com deficiência em nitrogênio. Os sensores são calibrados de maneira a: 1) limitar o efeito nocivo da luz do sol, a depender do nível desta; e 2) permitir o cálculo da área verde com elevada precisão.

Durante todo o ciclo de produção, centenas de imagens do desenvolvimento da plantação são extraídas. Todas são colocadas lado a lado, de forma a gerar um mapa. Softwares podem ser utilizados para identificar os padrões de crescimento a partir dessas imagens. Dessa maneira, um programa de adubação é projetado para ajustar os requisitos nutricionais das plantações.

Controle de doenças e plantas daninhas

As imagens feitas pelo drone, adicionadas a softwares específicos, possibilitam a análise eficiente dos dados. Assim, direcionam as medidas de monitoramento de lavouras em relação ao manejo de doenças e plantas daninhas. A tendência será os “enxames” de drones sincronizados para aplicação e monitoramento.

Contagem de safras e análise de emergência de plantas

No monitoramento de lavouras, combinam-se os dados de alta resolução dos drones com algoritmos de aprendizado de máquina. Dessa maneira, é possível obter informações de produção de maneira eficiente para:

  • rastrear o surgimento da cultura;
  • orientar as decisões de replantio;
  • ajudar a prever o rendimento.

Pulverização

Drones com equipamento de pulverização de defensivos funcionam com mais eficiência e por uma fração do custo da pulverização manual. Dessa forma, é possível economizar tempo e mão de obra, o que protege os aplicadores do contato com produtos químicos tóxicos. Além disso, permite pulverizar plantas mais altas, reduz riscos ambientais, entre outros benefícios.

Entretanto, ainda existem barreiras legais para que os drones sejam utilizados dessa maneira. As maiores delas estão relacionadas a problemas ambientais e leis antiterrorismo.

Índices de vegetação para análise de imagem

Como visto nos exemplos anteriores, grande parte das tarefas dos drones refere-se à coleta das imagens do campo no monitoramento de lavouras. Com os dados das imagens, é possível fazer análises da produção baseadas nas características das culturas.

Nesse sentido, utilizam-se índices de vegetação para as análises de imagens. Isto é, algoritmos desenvolvidos para avaliar tais imagens capturadas por câmeras e disponibilizar diversos relatórios. Estes comparam dados através da coloração de cada índice, o que permite classificar a saúde das plantas.

O NDVI (Normalized Difference Vegetation Index) é um dos índices mais populares relacionados às características da vegetação. Simplificando, é uma medida do estado de saúde das plantas com base em como elas refletem a luz em determinadas frequências (algumas ondas são absorvidas e outras são refletidas).

Ou seja, quanto mais verde a folha, maior sua reflectância – indicando uma planta mais sadia. O cálculo, aliás, acontece em tempo real.

Saiba mais! 

Você se interessou pelo artigo e quer conhecer um pouco mais sobre as inovações do setor agropecuário? Continue acompanhando as publicações no nosso blog! Assine também a newsletter para receber novidades diretamente em seu e-mail!