Startups com soluções para o agronegócio têm até março para se inscrever em edital 

A terceira etapa do projeto ‘AgriHub Conecta’ já iniciou e as startups têm até o dia 02 de março para se inscreverem. Em parceria com Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), a chamada aberta para empresas de tecnologia no campo, busca conectar produtores e agtechs, para solucionar as dores mais urgentes enfrentados por agricultores e pecuaristas do estado de Mato Grosso. Além disso, essa fase oferece apoio para que a aplicação seja efetiva e que traga bons resultados para os envolvidos. 

Um dos principais benefícios é que as startups selecionadas poderão acompanhar o Instituto AgriHub nas visitas aos municípios destaque em produtividade de Mato Grosso e, ainda, fazer contato direto com agricultores e pecuaristas. Nessas viagens, os selecionados terão momentos de pitches para se apresentar, mostrar sua relevância e como ela pode auxiliar na resolução de problemas.

A trainee de difusão em tecnologia e inteligência de mercado do AgriHub, Milena Dutra, ressaltou algumas regras importantes para quem quiser se inscrever. É preciso ter a solução em funcionamento no mercado, capacidade de disponibilizar um sócio para acompanhar os produtores atendidos e portar CNPJ.

“É muito importante que a proposta da startup esteja de acordo com o desafio. Se eu quero solucionar o problema de energia, mas eu sou uma startup de segurança, como isso se relaciona? A proposta de valor da startup tem que estar bem alinhada com o desafio”, ressaltou Milena.

Durante o levantamento, realizado na segunda etapa do projeto, as principais dores identificadas foram: energia elétrica – estabilidade e preço; acesso e aprovação de crédito rural; comercialização de animais; armazenamento e classificação de grãos; mão de obra rural – falta de qualidade e disponibilidade e previsão climática.

Milena ainda destacou que o projeto vai realizar um acompanhamento em caso de negócios bem sucedidos, buscando a satisfação entre ambas as partes. 

“Caso consigam efetivamente fechar um negócio, a gente vai fazer o acompanhamento também junto da startup e do produtor para garantir que vai ser realmente entregue o que foi prometido e que os dois concluam esse negócio com sucesso”, enfatizou a trainee. 

A meta do Instituto é que até o final do prazo, haja inscrições de startups de todo o país e, a partir disso, será realizada a seleção daquelas que melhor se adequarem aos problemas do campo.

O edital da chamada já foi publicado e acessado na página de inscrição

Visando sanar dúvidas e explicar mais detalhes sobre a chamada aberta, o AgriHub realizou uma live nesta quarta-feira, dia 08/02, em que Jéssica Gimenes, gerente de inovação e agronegócio, explicou detalhes do projeto e respondeu algumas perguntas. Confira a live completa aqui.

Já conhece o AgriHub Conecta?

O projeto teve início em 2023 com o objetivo de entender as principais dores dos produtores rurais mato-grossenses. As primeiras etapas consistiram em realizar viagens a oito municípios pelo estado para se reunir com presidentes de Sindicatos Rurais e produtores. Dessa forma, a realização de dinâmicas permitiram classificar os desafios de cada um. Desde os mais, até os menos urgentes. 

Com os problemas listados e passada a etapa da chamada aberta, o Hub de inovação irá disponibilizar um e-book para a sociedade com os principais resultados compilados.

“Como novo AgriHub, o nosso principal objetivo é estreitar as relações com o produtor rural e estar sempre auxiliando ele. Então, um dos nossos principais objetivos no AgriHub é conectar o campo com soluções tecnológicas que podem auxiliar durante todo o processo”, finalizou Milena.

Por Aline Costa, estagiária da Assessoria de Comunicação AgriHub

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *