Agrihub

A CASA DA FAMILIA RURAL

Endereço

Rua Eng. Edgard Prado Arze, S/N. Centro Politico Administrativo. Edifício FAMATO (Térreo). Cuiabá-MT | CEP 78.049.908

Contato

(65) 3600 0733

O objetivo do encontro dos produtores é trocar conhecimentos e descobertas de novas perspectivas dentro do setor sementeiro

Trocar conhecimentos e descobertas de novas perspectivas dentro do setor sementeiro. Esse foi o principal objetivo da “Missão Técnica Mato Grosso” promovida pela Associação dos Produtores de Sementes e Mudas do Rio Grande do Sul (Apassul) nesta segunda-feira (31) no Instituto AgriHub, em Cuiabá (MT).

O evento reuniu cerca de 50 produtores de sementes para estreitar parcerias, aprendizados e ampliar o networking. 

O superintendente do AgriHub, Paulo Ozaki, explicou que o objetivo é entender o que o produtor rural precisa para poderem ir atrás das soluções. 

PauloOzaki_Superintendente_AgriHub

“Essa troca é importante para trazer as melhores soluções. E os sementeiros estarem aqui mostra que existem inúmeras oportunidades para as empresas entenderem um pouco do que nós precisamos, das oportunidades que temos aqui para gerar negócio para o nosso estado”, comenta Ozaki 

Incrementar no sistema natural de clima algumas melhorias quanto ao processo. Este foi um dos pontos que o presidente da Apassul, Arno Costa Beber, comentou durante a visita no AgriHub. “Na medida em que as cultivares avançaram, elas acabaram tendo um ciclo de maturação diferente. E nesse quesito estamos atrasados com relação a Mato Grosso, que já faz isso há muitos anos”, comenta.

Tecnologias usadas na produção de sementes

Gustavo Starlick, responsável técnico da Grandespe Sementes, comentou que a vinda para Mato Grosso proporciona conhecimento da produção de sementes do estado. Principalmente na cultura da soja.

“Sabemos que Mato Grosso é um estado muito grande e temos muito o que aprender com uma realidade diferente, adaptando as técnicas. Essa visita vem para agregar muito em termos de conhecimento porque sempre temos o que aprender com outras experiências, principalmente na troca de informações entre nós produtores”, comentou Starlick. 

Veronica Bertagnolli, sócia e diretora comercial da Sementes Butiá, explicou que a intenção da missão técnica é focar na troca de informações por ser um setor muito vasto na produção. 

“Várias empresas sementeiras têm tecnologia de ponta e isso é muito importante pra nós. Conhecer outra realidade e ver a importância de melhores aplicações na produção de sementes. Mato Grosso não é um estado tradicionalmente habilitado para a produção de sementes e o estado teve que ultrapassar muitas barreiras e através de investimento na área produzem com a aplicação de tecnologias”, pontua Bertagnolli. 

Parcerias com o instituto

Algumas das empresas parceiras do instituto estiveram presentes nesta manhã e comentaram sobre a importância dessas parcerias, para o crescimento de soluções no campo.

“Aqui a gente consegue trazer inovações não só para a cadeia sementeira mas sim, para toda a cadeia produtiva de Mato Grosso. E receber outras associações, como a Apassul, é importante para que eles vejam o que podemos disponibilizar através das startups e também, ver o total da cadeia de produção”, pontua Diego Bortolini, gerente de soja comercial da Bayer.

Francisco José Soares, presidente da Tropical Melhoramento Genética (TMG), comentou que por ser uma das primeiras parceiras do instituto, a estratégia dos pitches faz com que as soluções sejam apresentadas aos produtores. “Trazer a Apassul pra cá dá a oportunidade deles nos copiarem e ainda, utilizarem as ferramentas que estamos conseguindo com as startups”, finaliza. 

Startups e soluções para o agronegócio 

Apassul visita AgriHub

Foco em potencializar a capacidade de novas opções no setor produtivo, em conjunto com empresas parceiras, startups e agtechs. Sendo assim, o instituto separou um momento da manhã para que os idealizadores pudessem apresentar suas soluções tecnológicas para a atividade do agronegócio. 

Participaram das apresentações, por meio de pitch, as startups SydySkyOneLog MetricsAgro 1SimaTrucker do AgroFarm ConnectedGrandeoCreditaresField Pro e Gavea.

Fonte: Canal Rural Mato Grosso